Arquimedes na Folha de São Paulo – Fora das capitais, novos prefeitos tendem a deslocamento para a direita

Em contribuição à matéria da Folha de São Paulo, o sócio e fundador da Arquimedes, Pedro Bruzzi, comentou sobre a queda da ‘onda bolsonarista’ nas eleições municipais de 2020. A ferramenta GPS Ideológico, utilizada pela Folha, comparou os partidos dos mais de 5,5 mil prefeitos eleitos em 2016 com os dos vencedores do pleito deste ano. Assim, foi observado que no conjunto total de cidades do país houve movimentação em direção à direita, diferente do que ocorreu nas capitais, onde a tendência foi de leve deslocamento para a esquerda.

“A onda bolsonarista parece ter arrefecido, com os resultados preliminares da eleição, mais nas grandes capitais. Os efeitos da pandemia, a crise econômica e o maior acesso a informações fazem com que esse tipo de retração de popularidade aconteça primeiro nas grandes metrópoles”, afirmou Pedro Bruzzi.

Bruzzi também destacou que nas cidades menores e de menor renda, a queda “pode ter sido mitigada pela importância relativa do auxílio emergencial. Movimentos e candidatos mais associados com pautas identitárias também são mais frequentes nas capitais”.

A matéria completa é de Daniel Mariani, Fábio Takahashi e Diana Yukari.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat