Arquimedes no Foro de Teresina #145 – Em 2021, 80% de menções à cloroquina foram escritas em português no Twitter

Na última sexta-feira (9), a Arquimedes teve estudo mencionado pelo jornalista José Roberto Toledo no Foro de Teresina – episódio #145, produzido pela revista Piauí. O objetivo do levantamento foi verificar as citações de palavras-chave no Twitter que tivessem relação com a pandemia do Covid-19.

De acordo com o levantamento, 18% das menções à palavra ‘vacina’, por exemplo, foram escritas na língua portuguesa. Toledo ressaltou que o fato de Portugal, Angola e Moçambique não serem potências no Twitter, sugere que menos de 20% das citações partiram de internautas brasileiros. Já acerca do medicamento Cloroquina, que tem o uso como tratamento precoce defendido pelo governo brasileiro, 80% das citações foram em português. Para o jornalista, o país é o “mais atrasado do mundo” no combate à doença.

O jornalista ainda revelou os números das palavras, ‘UTI’, ‘entubação’ e ‘hospital’, de acordo com o levantamento – ambos com apenas 12% das citações em português. Segundo ele, os dados sugerem que o Brasil é o único país do mundo que segue em defesa do tratamento precoce, o que é uma “ideia criminosa”, já que não existe comprovação científica.

O podcast completo está disponível no site da revista Piauí.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat